top of page
  • Foto do escritorRicardo Caldas

Ciclo de Vida de Produtos Digitais

Atualizado: 24 de jul. de 2023

Viva malta, como estão? Vamos partilhar mais um conteúdo relacionado à Produtos Digitais? Vamos a isso!


Antes vamos fazer alguns pequenos alinhamentos sobre:

  • Qual a diferença entre Produto e Projeto?

  • Qual a diferença entre Project Manager e Product Manager?

Produtos Digitais precisam continuar a gerar valor, mesmo depois do lançamento.

Projetos têm prazo, custo e âmbito definidos.

Imagem: Joaquim Costa


Ao olhar a imagem com calma, conseguem perceber a diferença entre na gestão do ciclo de vista do produto quando é “gerenciado” via Projeto em comparação de como é “gerenciado” enquanto Produto?


O ciclo de vida do produto no modo “projeto” termina quando colocamos o produto em produção.


Entretanto na gestão no formato de “produto”, após colocar o produto em produção o ciclo de vida recomeça, voltando ao início mas com a contribuição de métricas para ajudar na aprendizagem e nas tomadas de decisões.


De forma geral, definimos o ciclo de vida de produtos em 4 estágios e a imagem abaixo ajuda a tangibilizar esses estágios do produto, porém com a inclusão do estágio zero (desenvolvimento).


Imagem: Ciclo de Vida de Produto - Curva PLC (Product Life Cycle)

  1. Desenvolvimento (Development). Quando a empresa encontra e desenvolve uma nova ideia de produto, o desenvolvimento do produto começa. Durante o desenvolvimento do produto, as vendas são zero e os custos de investimento da empresa aumentam.

  2. Introdução (Introduction). As vendas crescem lentamente à medida que o produto é introduzido no mercado. Os lucros ainda são inexistentes, porque os pesados ​​gastos com a introdução do produto superam as vendas.

  3. Crescimento (Growth). É um período de rápida aceitação no mercado e aumento de lucros.

  4. Maturidade (Maturity). O crescimento das vendas diminui porque o produto obteve aceitação pela maioria dos compradores em potencial. Os lucros diminuem porque os gastos com marketing precisam ser aumentados para defender o produto contra a concorrência.

  5. Declínio (Decline). Finalmente, as vendas caem e os lucros caem.

"As características de um produto se modificam bastante durante o seu ciclo de vida. Assim, toda a estratégia em torno dele precisa levar em conta as questões específicas de cada um de suas etapas."


A importância de perceber sobre os estágios do ciclo de vida do produto é para conseguir determinar quais serão as ações necessárias a tomar, consoantes ao produto, seu momento e ciclo.


Uma nota importante é que produtos podem (e um dia serão) descontinuados. Isso pode acontecer! Veja alguns casos como Orkut, Flickr, Yahoo e etc.


Infelizmente as coisas não são tão simples assim. Não basta desenvolver um produto, colocar em produção e a partir daí começar a faturar, lucrar e quem sabe um dia, descontinuar o produto.


Principalmente em casos de novos produtos, existe uma barreira forte na adoção e utilização do produto pelos utilizados. Não é de um dia para o outro que esses utilizadores ou clientes compram ou aderem aos nossos produtos e serviços.


Para falar mais um pouco sobre isso e conectar com o ciclo de vida dos produtos, apresentamos abaixo uma imagem famosa do livro “atravessando o abismo”, escrito por Geoffrey Moore onde ele apresenta a teoria e números sobre "innovators, early adopters, early majority, late majority and laggards”.


Um ponto importante a considerar em nossos produtos é que assim que colocarmos o produto em produção, teremos que conquistar os primeiros clientes / utilizadores (innovators), logo depois passar para a 2ª leva de clientes (early adopters) mas infelizmente não é tão simples alcançar a 3ª leva de clientes (early majority).


Existe um abismo (GAP) MUITO grande entre os early adopters (13.5%) e os early majority (34%) e conseguir passar por esse hiato é onde está o “pulo do gato”.


Maravilha, mas como cruzar esse abismo (pergunta da Euro Milhões)?

  1. Entenda o ciclo de adoção da tecnologia;

  2. Segmente, segmente, segmente;

  3. Forneça um produto completo;

  4. Conheça sua competição (adequar sua proposta de valor)

Uma dica importante: A proposta de valor do seu produto tem que ser um diferenciador para seus clientes, que será um ponto de alavancagem entre as etapas.

E quais são os desafios de cada etapa? O que devemos esperar e medir em cada uma delas? Vamos trazer algumas reflexões e métricas consoantes às etapas do ciclo de vida dos produtos.

Etapa

Métrica

Foco

Desafio

Pergunta Chave

​Introduction

Durante a introdução existem poucas métricas, e dessas é difícil saber o real motivo de suas variações.

Retenção = Poucas pessoas usando muito

Entender como as pessoas interagem com seu produto. Normalmente em formato qualitativo pelo volume da base.


Busca pela compreensão dos benefícios que consumidores têm através do produto.


Como resolver as dores dos clientes da melhor maneira possível?

Growth

Durante o crescimento é esperado encontrar algumas correlações e causalidades mas;


Ainda é difícil relacionar o uso com os resultados de negócio


Com retenção comprovada, o foco é entender o que traz mais clientes

Entender o que é correlação e o que é causalidade baseado nos comportamentos de uso do produto; Trabalho focado em testes para melhorar os principais números do produto; Sustentar o crescimento do produto fazendo melhorias

Quais são as principais iniciativas para alavancar o uso do produto através do topo do funil?

Maturity

Principais números são estáveis;


Com a maturidade é mais simples entender eventuais furos no funil e trabalhar hipóteses;


Compreender vazamentos em todo o funil.

Manter uma visão analítica profunda do produto para priorização; Gerar e testar hipóteses que constantemente melhorem a proposta de valor para os clientes → simplificação;

Como simplificar o produto para que a proposta de valor continue relevante no mercado?

Decline

Queda constante nas principais métricas de uso e recorrência;


Impacto consequente nas métricas de negócio;


Provavelmente existe um grande buraco no funil que precisa ser entendido;


Entender a causa do declínio de uso.

Descobrir o que tornou o produto irrelevante para os clientes;


Identificar oportunidades chave que possam reverter o panorama;


Testes, testes e mais teste na proposta de valor;


Como mitigar riscos em novas apostas?

Para concluir, organizamos alguns “takeaways”:

  • Ciclo de desenvolvimento e ciclo de vida de produto são coisas distintas (uma compõe a outra);

  • Uma proposta de valor adequada atrai clientes;

  • Simplifique o seu produto para manter Product Market Fit;

  • Meça o negócio, o produto e o consumidor o tempo todo;

  • Sua atuação como product manager varia de acordo com o momento no ciclo.

Esperamos que tenham gostado e fiquem à vontade para comentar com as tuas observações.


Nos vemos no próximo conteúdo!

See ya.



Referências:

Livros:

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page